Especialista sugere atividades lúdicas para as crianças nas férias

Especialista sugere atividades lúdicas para as crianças nas férias

O período é uma boa oportunidade para os pais brincarem com os filhos 

 

Para crianças e adolescentes, o período de férias escolares é um tempo importante para descansar e quebrar um pouco a rotina. Devido ao dia a dia, muitos pais acabam esquecendo de ter momentos de lazer com os filhos, e o recesso escolar pode ser essa oportunidade de fazer aquela brincadeira ou passeio tão esperado. 

De acordo com Marina Moraes, coordenadora do curso de Pedagogia do UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau Campina Grande, o período das férias escolares deve ser bem preenchido com atividades lúdicas, esportivas e de lazer. “Além de propor as brincadeiras, o importante é participar. Para um jogo de tabuleiro, por exemplo, a criança vai precisar de um oponente, ou seja, de uma pessoa que jogue com ela”, acrescentou. 

A maiorias das crianças já nasceram imersas às telas dos celulares e computadores, os famosos “nativos digitais”. Para Marina, torna-se um desafio muito maior apresentar outros tipos de brincadeiras aos pequenos, já que é muito mais atrativo a internet, celulares, tablets, videogames e outros. “A facilidade das telas hoje em dia, por parte de muitos, é justamente de entreter a criança sozinha. Mas o jogo em dupla ou em grupo favorece a interação, o diálogo e a afetividade”, destaca. 

A recomendação da especialista aos pais é, durante as férias, priorizar as brincadeiras ao ar livre, que promovam o movimento e desenvolvam a criatividade da criança. “Os brinquedos simples e baratos também são uma boa opção, como bolas e arcos, massinhas de modelar (que podem ser produzidas em casa), quebra-cabeças, etc”, sugere. 

Ela ainda dá dicas para quem deseja criar os próprios brinquedos. “Pode-se confeccionar vários jogos e brinquedos com materiais recicláveis. Garrafas pet podem se tornar um jogo de boliche, por exemplo, e tampinhas de garrafa podem virar peças de um jogo de damas, e por aí vai. É usar a imaginação”, finalizou.